Desejo do dia

28maio09

  

 Paz no trabalho

 Recebo de uma leitora, por e-mail, o seguinte pedido de ajuda.

  
Cara Desiree, parabéns pelo blog. Acho você muito divertida. Estou com um grande problema e gostaria de pedir sua ajuda. Fiquei uns dias fora do trabalho e quando retornei, descobri que uma de minhas colegas de graduação tinha começado a trabalhar lá na empresa. O problema é que ela é uma das pessoas mais chatas, arrogantes e aparecidas que já conheci.

 Ela adora falar alto pra chamar a atenção e demora um tempão para terminar uma frase porque fica pensando em que a palavra ela pode usar para demonstrar sua ‘enorme’ erudição. Pior ainda, ela tem um sotaque forçado, de sei lá onde, que faz com que ela pareça uma panela de pressão ao falar: “maish isso é ótchimo!”. 

Sem contar que ela é meio picareta e fica se apropriando dos comentários que nossos professores e colegas fizeram e os solta no trabalho como se fossem dela! Acontece que estávamos na mesma sala e eu conheço o jogo manjado, mas ela é tão desprovida de crítica que até parece que ela acredita realmente que fez essas observações!

Talvez ela seja louca ou esquizofrênica, mas isso não é problema meu. Prometi a mim que iria ignorá-la, mas como estudamos juntas, ela acha que é minha amiga e fica querendo puxar papo! Socorro, Desiree! O que devo fazer?! Por favor, me ajude! Estou desesperada!  

Obrigada  

Cara Desesperada, primeiro, obrigada pelos elogios ao blog. Volte sempre! Bom, não posso te dar conselhos, o que seria pretensioso da minha parte, mas acho que posso compartilhar um pouco da minha experiência com você. Afinal, acredito que todos nós já passamos por algo parecido, não? Pessoas insuportáveis existem em todo lugar e, ainda mais importante, certamente, somos insuportáveis para alguém.   

A primeira dica que te dou é a de adotar o “distanciamento polido”, o que significa manter o mínimo de interação possível. Evite destinar frases especificamente a ela: dê cumprimentos gerais e tire suas dúvidas com outras pessoas. Se algo tiver que ser tratado somente com ela, e ela aproveitar o momento para conversar com você, diga que tem muito trabalho ou, simplesmente, que precisa ir ao toalete.

Se ela ousar dizer :”Ah, espera um pouco”, ameace dar detalhes sórdidos do que pretende fazer lá. Imagino que será suficiente para que ela a deixe ir. 

 Mas, pelo que entendi, ela é tipo grudento, não? Então, a indiferença pode não surtir efeito. Nesse caso, você deverá apelar para medidas extremas: terá que ser indelicada com ela. Sem meias palavras: seja mal educada. Sei que é péssimo dizer isso. Sou uma das pessoas que mais acredita no valor da educação, mas a paz de espírito é algo pelo que devemos lutar. 

 Quando ela estiver num daqueles momentos de exibição de cultura, faça comentários ácidos e lhe dirija olhares de desdém. Vez em quando, bufe, como se estivesse entediada com os números repetitivos dela. Lembre-se que isso não é algo que deva fazer sempre, mas apenas quando ela estiver em ação. Não se desgaste por causa dela, por favor. 

 Se nada disso funcionar, aí, sim, você está, perdoe a imagem pobre e batida, num beco sem saída. Te sugiro ir procurando outro emprego ou, caso não consiga ou mesmo não queira sair daí, converse com seu chefe sobre a possibilidade de um adicional por insalubridade. Você precisará desse dinheiro para tratar a gastrite, e por que não a úlcera, que ela te causará. 

 Escreva sempre que quiser. Terei todo prazer em respondê-la. Felicidades e paz no trabalho_ e na vida! Em tempo: mantenha algumas pastilhas de antiácido na sua gaveta, sim? Você pode precisar delas. 

 Abraços, 

 Desireê 

Se alguém tiver mais alguma dica para a leitora, por favor, compartilhe. Se você ainda não passou por isso, certamente, um familiar, amigo ou um conhecido, está passando. Seja solidário. Amanhã, pode ser a sua vez. 

Anúncios


5 Responses to “Desejo do dia”

  1. 1 Renata Maria

    A-M-O!

  2. 2 Where I'm Anymore

    A ‘síndrome de Nermal’ realmente é foda. Só não gostei de uma coisa, Desireê: a final do interclubes vai ser Palmeiras e Barça e o verdão vai ganhar com gol trombado do Obina, que vai mostrar que é melhor que o Eto’o original!Abração!Guilherme

  3. 3 Desiree

    Rê,em duas palavras: é mútuo! Guilherme, infelizmente, eu não posso torcer para o Palmeiras, time que guarda enormes semelhanças com Cruzeiro. Não bastassem as origens italianas, vocês compartilharam um monte de jogadores e o Luxa! Fora que, em SP, meu coração continua alvinegro, como bem sabe. Mas, cá entre nós, acho que esse ano nem Grêmio nem Palmeiras se darão tão bem quanto o Cruzeiro. Abraços alvinegros

  4. 4 Bruna

    Desi, saudades de você menina. Adorei o texto. Voto por um blog só de respostas às cartas dos leitores. Ficou brilhante. Bjos

  5. 5 Desiree

    Ô, Bruna, obrigada pela leitura e pelo elogio. Boa a sugestão de um blog de respostas para os leitores. Quem sabe quando o número de leitores aumentar eu coloco o projeto em prática? Acharia divertido. Abraços e saudades,


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: